Glossário

Bovespa: Bolsa de Valores de São Paulo.

BR GAAP: Práticas contábeis adotadas no Brasil, ou Lei das Sociedades por Ações

CAGR: Taxa composta de crescimento anual.

Câmara de Arbitragem: Câmara de Arbitragem do Mercado estabelecida pela Bovespa para resolver disputas entre companhias e seus investidores.

CBLC: Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia.

Companhia ou Metalfrio: Refere-se a Metalfrio Solutions S.A.

CVM: Comissão de Valores Mobiliários.

Dólar americano: moeda oficial dos Estados Unidos da América.

EBITDA: O EBITDA apresentado é utilizado pela Companhia para medir a sua performance. O EBITDA é igual ao lucro líquido antes dos impostos de renda e contribuição social, resultado financeiro líquido, depreciação e amortização. O EBITDA não é uma medida de desempenho financeiro segundo as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil, tampouco deve ser considerado isoladamente, ou como uma alternativa ao lucro líquido, como medida de desempenho operacional, ou alternativa aos fluxos de caixa operacionais, ou como medida de liquidez. Outras empresas podem calcular EBITDA numa maneira diferente da Metalfrio. A Companhia divulga seu EBITDA, pois o utiliza como métrica de desempenho e o considera uma medida útil por ser frequentemente utilizado por analistas de mercado de capitais, investidores e outras partes interessadas na avaliação de empresas em seu mercado. Em razão de não serem consideradas, para o seu cálculo, as despesas e receitas com juros (financeiras), o imposto de renda e a contribuição social, e a depreciação e amortização, o EBITDA funciona como um indicador de seu desempenho econômico geral, que não é afetado por flutuações nas taxas de juros, alterações da carga tributária do imposto de renda e da contribuição social ou dos níveis de depreciação e amortização. Conseqüentemente, a Companhia acredita que o EBITDA funciona como uma ferramenta significativa para comparar, periodicamente, desempenho operacional, bem como para embasar determinadas decisões de natureza administrativa. A Companhia acredita que o EBITDA permite uma melhor compreensão não só sobre seu desempenho financeiro, como também sobre a sua capacidade de cumprir com suas obrigações passivas e de obter recursos para suas despesas de capital e para seu capital de giro. O EBITDA, no entanto, apresenta limitações que prejudicam a sua utilização como medida de lucratividade, em razão de não considerar determinados custos decorrentes de seus negócios, que poderiam afetar, de maneira significativa, os seus lucros, tais como despesas financeiras, tributos, depreciação, despesas de capital e outros encargos relacionados.

EBITDA Ajustado: O EBITDA Ajustado tem por base o EBITDA ajustado pelos incentivos fiscais de ICMS – subvenção para investimentos e pelo resultado não operacional. A administração da Companhia considera apropriado o ajuste do EBITDA para tal incentivo fiscal uma vez que reconhece na sua demonstração de resultados o valor integral da despesa com ICMS, sendo a redução do passivo de ICMS a pagar, decorrente do incentivo fiscal, contabilizada diretamente contra o seu patrimônio líquido na conta Reserva de capital – subvenção para investimentos. Da mesma forma como o EBITDA, o EBITDA Ajustado também não é uma medida de desempenho financeiro segundo as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil, tampouco deve ser considerado isoladamente, ou como uma alternativa ao lucro líquido, como medida de desempenho operacional, ou alternativa aos fluxos de caixa operacionais, ou como medida de liquidez. Outras empresas podem calcular EBITDA Ajustado numa maneira diferente da Metalfrio. A Companhia divulga seu EBITDA Ajustado, pois o utiliza como métrica de desempenho e o considera uma medida útil por ser frequentemente utilizado por analistas de mercado de capitais, investidores e outras partes interessadas na avaliação de empresas em mercado. Em razão de não serem consideradas, para o seu cálculo, as despesas e receitas com juros (financeiras), o imposto de renda e a contribuição social, e a depreciação e amortização, o EBITDA Ajustado também funciona como um indicador do desempenho da Metalfrio econômico geral, que não é afetado por flutuações nas taxas de juros, alterações da carga tributária do imposto de renda e da contribuição social ou dos níveis de depreciação e amortização. Conseqüentemente, a Companhia acredita que o EBITDA Ajustado funciona como uma ferramenta significativa para comparar, periodicamente, seu desempenho operacional, bem como para embasar determinadas decisões de natureza administrativa. A Metalfrio acredita que o EBITDA Ajustado permite uma melhor compreensão não só sobre seu desempenho financeiro, como também sobre a sua capacidade de cumprir com as obrigações passivas da Companhia e de obter recursos para suas despesas de capital e para seu capital de giro. O EBITDA Ajustado, no entanto, apresenta limitações que prejudicam a sua utilização como medida de lucratividade, em razão de não considerar determinados custos decorrentes de seus negócios, que poderiam afetar, de maneira significativa, os lucros, tais como despesas financeiras, tributos, depreciação, despesas de capital e outros encargos relacionados.

IFRS: International Financial Reporting Standards.

Plug-In: Equipamento com sistema de refrigeração integrado (não remoto), não fixo, que utiliza energia fornecida pela rede pública de distribuição, por meio de ligação direta na fonte de energia (tomada) e que dispensa a necessidade de casa de máquinas.

REAL, REAIS, OU R$: moeda oficial do Brasil.

Regulation S: Regulation S do Securities Act.

Rule 144A: Rule 144A do Securities Act.

SEC: Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos.

Securities Act: Securities Act de 1933 dos Estados Unidos, conforme alterado.

Sistema CKD: Sistema de montagem de equipamentos por meio do agrupamento de componentes pré-fabricados.

US GAAP: Práticas contábeis geralmente aceitas nos Estados Unidos.